Point_Of_View_Paulo

Paulo Arraiano

“White As The Reference From The Escape Of Green”

(…) abstract painting is the successor to landscape, a logical outgrowth of its antimimetic tendencies. Perhaps abstraction, the international and imperial style of the twentieth century is best understood as carrying out the task of landscape by other means (…) (Kenneth Clark)

Uma Incisão sobre a paisagem. Branco como referência da acção humana, elemento não natural, imposição do território urbano à paisagem natural.
Um golpe sobre um corpo vivo, o Parque (já fruto de uma acção prévia cultural sobre o referente natureza), pretende relembrar binómios por vezes esquecidos no contexto actual que envolvem os grandes espaços urbanos: corpo/terra; homem/natureza.
In situ é criada uma fenda branca no terreno que representa a imposição humana sobre o território natural. Este, território vivo, um corpo.  A envolvente representa aqui um espaço pré-existente ao ser humano – a natureza. Como organismo vivo que é irá reagir ao elemento externo. O mesmo passará por um processo de transformação e perda de expressão, desaparecendo no final.

BIOGRAFIA

Paulo Arraiano (Portugal, 1977) conta com inúmeras exposições, individuais e colectivas, nacionais e internacionais, das quais se destacam: “Periplos”, Museu CAC Málaga, (Málaga, Espanha);“Atemporal” Curadoria de Antonio Bokel (Rio de Janeiro); “1/81”, Museu do Côa, (Vila nova de Foz Côa); “Down To Earth”, The Dot Project Gallery, (Londres, Reino Unido); “Fold/Fault” Forty/ Forty Gallery, (Varsovia), “Artemar 2015“, (Curadoria Fundação Dom Luís I), (Cascais, Portugal); “Re.Act”, Museu de Angra do Heroísmo (Ilha Terceira, Açores), “G40”, Art.Whino Gallery, (Washington DC, EUA), “C/E”,Museu Palacio do Egipto, (Oeiras, Portugal); “Djerbahood”, Curadoria de Galerie Itinerance, (Djerba, Tunisia); “Hifa”, Harare International Festival Of Art, (Harare, Zimbabwe); “(De)Nature”, Curadoria de Pauline Foessel, (Comporta Portugal); “One Night Stand!”, Curadoria de Sandro Resende, Palácio do Freixo, (Porto, Portugal); “LaTour13”, Curadoria de Galerie Itinerrance (Paris, França); “Circles Of Hope”, Trädgården (Estocolmo, Suécia); “GoWest”, WestBerlin Gallery (Berlin, Alemanha); “Spaces Within” Pure Evil Gallery (Londres, Reino Unido);  “LaGa”, Museé d’Art Moderne (Luxembourgo);  “Circles Of Hope”, Scope, Miami Basel (Miami, EUA); “G40”, Together Gallery (Portland, EUA); “G40”,, Anno Domini Gallery (San José, CA, EUA); National Building Museum, (Washington DC, EUA); “MusaTour”, BBS Gallery (Tokyo, Japão); “UrbanLx”, Influx Contemporary Art (Lisboa, Portugal); “Between Walls”, António Prates Gallery (Lisboa, Portugal); “Are You Having a Crisis”, Curadoria de Sandro Resende, P28 (Lisboa, Portugal), entre outras. Realizou diversas residências artísticas, como: ”LAC” (Lagos), ”Walk&Talk” (Açores), “Transforma” (Torres Vedras), ”Atemporal” (Rio de Janeiro) entre outras, bem como inúmeros projectos internacionais de arte pública.

Os seus trabalhos estão representados em várias coelcções publicas incluindo: Museu CAC Málaga, Espanha; Colecção Luciano Benneton, Itália; Fundação Sztuki Zewnetrznej; Polónia; Fundação D. Luís,Bairro dos Museus, Portugal e Grupo Pestana, Cidadela Art District, Portugal. Paulo Arraiano licenciou-se em Comunicação pelo ISCEM (Lisboa) e estudou Pintura na Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual (Lisboa).

OUTRAS OBRAS DE PAULO ARRAIANO

Paulo Arraiano

19:27