Point_Of_View_Gabriela

GABRIELA ALBERGARIA

“O Ciclo Orgânico do Solo”

Esta peça é composta por um passadiço de madeira de acácia que isola uma área semidestruída do jardim devido à ocorrência de duas tempestades. Uma em Janeiro de 2013 e outra em Outubro de 2015. O Solo é o elemento chave. Soil is the key element.
A beleza, decadência e constante alteração da natureza.
A peça representa estes aspectos através da apresentação de materiais orgânicos.
O passadiço é o elemento externo construído para criar um posto de observação.
A peça vai-se alterando ao longo do ano de exposição. Umas partes vão-se degradando e outras crescendo ao longo do tempo.
Observar a tensão entre a matéria orgânica que se vai degradando e dando lugar a matéria orgânica viva.
A decisão de deixar uma área sem ser recuperada e torná-la ponto importante para ser observada, foi tomada conscientemente e em concordância com a Parques de Sintra. Tenta de alguma forma chamar a atenção para o ciclo natural da Natureza.

BIOGRAFIA

Gabriela Albergaria nasceu em Vale de Cambra em 1965. Vive e trabalha em Lisboa e Nova Iorque. Tendo completado a licenciatura em Pintura pela Faculdade de Belas Artes do Porto, realizou inúmeras residências artísticas, destacando-se Künstlerhaus Bethanien, Berlim (2000/2001), Cité Internationale des Arts, Paris (2004), Villa Arson, Centre National d’Art Contemporain, Nice (2008), The University of Oxford Botanic Garden, em colaboração com The Ruskin School of Drawing and Fine Art, Oxford (2009/2010) e Winter Workspace, Wave Hill a Public Garden and Cultural Center, Nova Iorque (2012), Residency Unlimited, Nova Iorque, EUA (2015) e Flora ars+natura, Bogotá, Colombia (2015)

Uma seleção das suas exposições individuais mais recentes inclui Ah, At Last, Nature, Fundação Eugénio de Almeida, Évora, Portugal (2015) comissariado por José Roca / L’espace est une impasse où son temps s’abolit, Kunstverein Springhornhof, Neuenkirchen, Alemanha, 2015 /O Balanço da Árvore Exagera a Tempestade, (Galeria Vermelho, São Paulo), 2014 / No hay tal cosa como la naturaleza (Hacienda La Trinidad Parque Cultural, Caracas, (2013), Reverse Position (Invertir la Posición) Galeria Wu, Lima, (2012), Forking Paths, Vera Cortês Art Agency, Lisboa, (2011), Térmico (Pavilhão Branco do Museu da Cidade, Lisboa (2011), Gabriela Albergaria Galeria Vermelho, São Paulo, (2010), Variações sobre um tema Centro Cultural Vila Flor, Guimarães, (2008) e ABRACADÁRVORE (Museu de Arte Moderna da Bahía, São Salvador da Bahía, 2008).

O seu trabalho foi também incluído em várias exposições coletivas, nomeadamente, Two Trees in Balance, Spring Summer Exhibitions at Socrates Sculpture Park, Long Island City, New York (2015) / Pontos Colaterais: Coleção de Arte Contemporânea Arquipélago, uma seleção, comissariado por João Silvério. Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, Ribeira Grande, São Miguel, Açores. (2015)/ Às Margens dos Mares, SESC Pinheiros, São Paulo, Brasil (2015) / Acervo. Artistas portugueses en la colección Navacerrada , Centro de Arte Alcobendas, Madrid, Spain  (2014) / Prickley, Tender and Steamy, Artists in the Hothouse (Wave Hill Garden, Glyndor Gallery, Nova Iorque, 2014), As Tramas do Tempo na Arte Contemporânea: Estética ou Poética (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, 2013), La Bienal de Montevideo (2012), Do Not Destroy, Trees Art and Jewish Thought (Contemporary Jewish Museum, São Francisco, 2012), Paisagem na colecção do CAM, CAM, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, (2011), Ecológica, exposição colectiva/group show, Comissariada por/curated by Felipe Chaimovich, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil. (01/07/2010 – 29/08/2010)

KURS: THE TREE group show, Comissariado por / curated by Soren Lose, Fuglsang Kunstmuseum, Toreby, Denmark (04/09/2009)

O seu trabalho encontra-se representado em coleções como

Kunstverein und Stiftung Springhornhof, Neuenkirchen, Alemanha (D28 peça permanente)

CAM-Fundação Calouste Gulbenkian;

Colecção Norlinda e José Lima, São João da Madeira, Portugal

Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Perto, Brasil

Colecção Luis Augusto Teixeira de Freitas, Portugal

Museu de Arte Moderna da Bahía, Salvador, Brasil

KFW bankengrupe, Frankfurt

Colecção PLMJ, Lisboa, Portugal

BESart- Banco Espirito Santo, Lisboa

Jorge Perez – Miami, Florida

É representada pela Vera Cortês Art Agency, Lisboa e Galeria Vermelho, São Paulo.

OUTRAS OBRAS DE GABRIELA ALBERGARIA

Gabriela Albergaria

19:14